Mau cheiro em cobertas e estofados! A gente tem a solução!

Chegou o período do ano de pegar aqueles cobertores mais grossos do fundo do armário. Alguns vem com aquele mau cheiro que causa bastante incômodo, e junto, vem as crises de espirros. Esse cheiro desagradável é uma mistura de diversos fatores, principalmente o acúmulo de sujeiras.

Como elas pegam esses cheiro forte e qual o perigo

Nas cobertas a umidade é um problemão! Como elas passam muitos meses guardados num armário fechado, sem a luz do sol, há a proliferação de fungos, por isso, o cheiro de mofo. Pó, poeira e umidade podem desencadear reações alérgicas.

Mas os principais inimigos das nossas vias respiratórias são os ácaros. Esses aracnídeos minúsculos vivem dentro das fibras de colchões, carpetes, almofadas e roupas de cama. A umidade e o calor nesses lugares são ideais para a proliferação desses criaturas.

Muitas doenças estão relacionadas a eles, principalmente, nos quadros de rinite, asma, conjuntivite e dermatite, entre outras moléstias. Crianças e indivíduos com propensão a alergias sofrem mais, mas qualquer ser humano pode sentir as consequências.

São sete etapas de filtragem que asseguram a retenção e a eliminação de ácaros. O procedimento também garante a remoção de cabelos, pele humana e outros detritos que se acumulam nos móveis.

O que posso fazer para resolver?

A sanitização desses itens é o ideal! Somente ela assegura a retenção e eliminação de ácaros, bactérias e demais agentes alérgicos. Esse procedimento ainda garante a remoção de cabelos, pele humana e outros detritos que se acumulam nos móveis, servindo de alimento para essas pragas.

A sanitização de colchões, tapetes e estofados deve ser realizada a cada quatro meses. Isso aumenta a vida útil das peças e mantém a qualidade do ar em qualquer época do ano.

Entre em contato com a Trombim e agende a sua sanitização de colchões, tapetes e estofados.

Leia também: 3 benefícios de dedetizar a sua casa.

Trombim Saúde Ambiental

Open