Existe diferença entre as técnicas de sanitização?

Você já sabe que a higienização é essencial para evitar a contaminação de vírus e  propagação de doenças. Em tempos de pandemia, a sanitização de ambientes e  objetos é uma forte aliada para se proteger do coronavírus e garantir a sua saúde. 

Se você também é do grupo que se preocupa com essas questões, aí vai um alerta: as  técnicas de sanitização não são as mesmas para todos os locais! Os métodos são  diferentes para que haja eficácia na aplicação dos produtos e, claro, um bom resultado  final. 

Conheça 5 procedimentos de sanitização e qual a diferença entre eles:  

Lâmpada UV – Não precisa de interdição do local e é indicada para locais como  elevadores, estofados, mesas e materiais de papelaria, pois não deixa resíduos de  produto. 

Borrifação – Complemento ideal para eliminar os vírus nas áreas de toque como  maçanetas, corrimão, entre outros. 

Atomização – Atinge os locais mais difíceis de alcançar como fendas, frestas e  ambientes mais altos. 

Pulverização – Possibilita maior uniformidade na aplicação, garantindo que o ambiente  fique livre dos vírus e bactérias presentes no local. 

Oxi-Sanitização – Através da emissão de partículas de gás ozônio, elimina  microrganismos suspensos no ambiente e nas superfícies, além de deixar o ambiente  livre de odores. 

Lembre-se que a sanitização deve ser feita por profissionais! Se você precisar deste  serviço na sua casa, escritório ou comércio contrate uma empresa especializada para  realizar o procedimento.  

Trombim Saúde Ambiental

Open